27 de abril de 2012

E quando coisas boas acontecem?




Eu ando num misto de euforia, alegria, planos, objetivos, projetos... enfim, sou um mix completo de sentimentos e expectativa.
Estou tentando arrumar alguns projetos fotográficos que estava somente em minha mente desde o começo do ano. Tentando agilizar e ver se sai.
No meio disso tudo fui "atropelada" pela viagem a Buenos Aires.
Depois "re-atropelada" por um sonho que agora vejo despontando para realizar-se ano que vem. Um não, dois. Um só meu e um meu e da família.
Na verdade, bons atropelamentos.
Estou muito feliz, mas com medo da felicidade.
Medo de estar sendo feliz demais.
Agora e deixar o tempo traçar o caminho até os objetivos finais.
Ver a luz no fim do túnel.
Ver que as coisas podem sim, tornar-se reais e te fazer feliz.
Mas a vida é uma estrada a ser trilhada com fé e esperança.
E eu tenho fé. Muita fé!

Bom feriado.







23 de abril de 2012

20 de abril de 2012

Fraquejei

Fraquejei.
As coisas estão piores do que eu imaginava.
Hoje fui almoçar fora e tomei uma latinha, uma mísera latinha.
Fui a pessoa mais feliz do mundo. 
Eu precisava, pois estou insuportável aqui em casa.
Mas, como essa "falta" de Coca-Cola, percebi que ela está me causando um dano que eu não achava o culpado. E com isso, apenas esses dois dias sem bebê-la descobri que é ela.
Agora, imagine comigo: uma pessoa (EU) que tomava mais de 2 litros, isso mesmo minha gente mais de uma Pet de 2 litros por dia, como estou?
Estou enlouquecida.
Hoje fui ver uma amiga e ela:- Como você está? A vontade responder: - Morrendo por dentro. A mesma resposta que quase dei ontem a outra amiga no telefone.
Agora, sem questão de escolha: descobri que infelizmente não posso tomá-la como antes, e essa minha vontade desmamar foi além de vontade, e sim é necessidade.
Já coloquei isso em minha mente: só de vez em quando, e muito de vez em quando.
Confesso que já até chorei de nervoso. (Pode parecer exagero, mas para mim não é...)
Hoje fui do céu ao inferno, e vou continuar assim. Triste, mas real.

Estou me sentindo com esses desabafos uma drogada tentando parar com sua droga, e o pior que é.

Difícil. Mas, vamos em frente.
Mas ao menos consegui ficar 03 dias :) Já posso dizer que é um começo e amanhã será um recomeço.

Só sei que hoje, fraquejei.
Amanhã recomeço.

Boa sexta!




19 de abril de 2012

Pior do que eu podia imaginar...

Eu não sabia que estava já nesse estágio do vício. Já na fase de passa mal, ficar triste e desorientada.
Me sentir "doente" ao acordar, indisposta e apática.
Juro, de verdade que eu imaginava que ia ficar mal, mas não a esse ponto.
Hoje fui intimada a tomar café (por indicação da Rosana) e minha mãe já não me aguenta mais, não quer me ver assim. Até se ofereceu para ir buscar Coca-Cola para mim, pois está triste por me ver desse jeito.
Quero completar ao menos esses seis dias.
Mas já estou realmente podendo perceber que não é só o vício, meu corpo tem outras reações péssimas a cafeína (não só da Coca).
Mas vou em frente, espero realmente aguentar até sábado.
Mas preciso mudar esse humor primeiro, e isso infelizmente (ou felizmente?) só depende de mim.

Até amanhã (se eu sobreviver ahahahah)


Obs. Não tinha esses planos de desabafar aqui o que estou passando, mas acabou virando um mini diário de alguém que ao menos está tentando :/

18 de abril de 2012

Um dia difícil

Confesso que ontem foi um dos dias mais difíceis de minha vida. Uma falta incalculável.
Não sei se vou resistir, mas vou continuar tentando. Sempre!



17 de abril de 2012

Consegui...

Sim, eu consegui, passei o meu primeiro dia sem tomar uma gotinha de Coca-Cola.
Mas, sinto em ME informar que a semana está apenas começando!


16 de abril de 2012

Sim, eu AMO Coca-Cola.


Sim, eu AMO Coca-Cola.
Sim, eu sou louca por Coca-Cola.
Sim, eu sou dependente de Coca-Cola.
Mas, preciso parar!



Sou viciada em Coca-Cola faz algum tempo.
No começo era Coca-Cola normal, foi que então num esforço incalculável fui mudando aos poucos para a Coca-Cola Light, era muito pior mas ao menos era light. Ok grande coisa, mas sofri, sofri e consegui.
Ai a dona da marca, vem e apresenta a Coca-Cola Zero que para mim era incrivelmente com o sabor pior que o da Light. E chega notícia: - A receita da Coca-Cola Light mudou, e antiga vai acabar.
SOCORRO, oque será de mim? Mudar de novo? Fazer oque se o sabor da "Coca-Cola Light Plus" é ruim e amargo? Bora estocar a Light e começar na Zero.
Afe, lá fui eu de novo.
Mudei para a Zero. E fiquei, e estou, e permaneço, e dependo dela para viver.
Já tentei Guaraná, Fanta, Sprite... A única bebida gasosa que gosto no momento é H2Oh!Maçã, e agora Citrus.
Mas não adianta, Coca-Cola é minha vida. Faz parte de mim, parte de minha personalidade já!
Mas com isso, eu gasto muito, muito mesmo para manter esse vício (porque prazer já deixou de ser faz tempo).
Já tentei parar tantas e tantas vezes. Já fiquei um mês sem beber, quando bebi fiquei louca de novo.
Mas pensei: - Ora, já não mudou de uma para outra algumas vezes e sobreviveu? Foi sim Raquel, você não vai morrer. O máximo que terá será alguma crise ou outra, mas isso passa.
E lá vou eu, mais uma vez tentando parar com a bendita Coca-Cola.
Mas como, se esse ano minha agenda é dela? Meu chaveiro é dela?
Não só a bebida, mas a marca entrou em minha vida. Um dia cheguei a brincar que ia tatuar bem grande COCA-COLA, de tanto que eu gosto não só da bebida, mas tudo que gira em torno desse mundo mágico.
Hoje, segunda-feira dia 16 de Abril de 2012, vou mais uma vez começar essa tortura.

E não estou fazendo isso porque Coca-Cola faz mal e esse blá blá blá todo que rola em torno dessa bebida (diga-se de passagem MARAVILHOSA). Estou fazendo isso porque é um vício, e todo vício tem que ter um fim. E com isso, gasto menos dinheiro. Só não sei se fico feliz no final ahahahah

Quero ficar uma semana sem experimentá-la,. Só o farei mesmo se estiver enlouquecida!
Na verdade, vou ficar 06 dias, pois a cada dia que passar irei numerando as garrafinhas, até atingir minha meta.

Será que consigo? Vou dar 200% de mim nessa tentativa.
E vamos que vamos

Até amanhã ;)
Boa semana!

Iniciando a semana:


12 de abril de 2012

Sim, eu ainda escrevo cartas!


Sim, eu ainda escrevo cartas.

Eu sempre fui uma amante da escrita, mas com os tempos se modernizando, as minhas "amigas" (geralmente do tempo da escola), acabavam parando de responder as minhas cartas. Isso me deixava triste demais. Com isso, como escrever cartas tem que ser uma troca para ficar gostoso, eu ia parando de escrever. Isso me entristecia muito, pois sempre eu ficava no vazio.
Mas em torno de 2004/ 2005 com a invasão da internet (veja bem, sou nerd desde 1999), fui convidada por uma amiga a fazer parte do Gazzag (um concorrente do Orkut na época, que não deu tão certo), lá ela criou uma comunidade voltada a pessoas que gostavam de se corresponder.
Pois bem, foi lá que finalmente encontrei nesse mundo pessoas como eu, que mesmo sendo viciadas em tecnologia, ainda apreciam muito escolher uma folha bonita, uma caneta gostosa e um envelope charmoso.
Claro que, às vezes (umas boas vezes) em meu caso, as cartas precisam ser digitadas (tenho Artrite Reumatóide) pois os dedos doem e muitas vezes fica difícil segurar uma caneta, com isso recorro ao meu fiel escudeiro Notebook, meu parceiro de todas as horas. Isso não diminui a importância do que é escrito digitado, pois o carinho e atenção são os mesmos, só que de outra forma a tinta é usada.

(Veja esse post, foi digitado ahahah)

Voltando ao Gazzag, mais exatamente na comunidade da Dequinha, o "Apaixonados por Cartas", nela conheci pessoas que hoje são fundamentais em minha vida. Trocamos o endereço residencial pela internet e começamos a nos corresponder. Foi mágico (é mágico).
De lá, saíram pessoas incríveis que hoje fazem parte de minha vida postal, virtual e real. As que vejo com mais frequência - não tanto como gostaria - são Helô, Eiko, Tati, Mieko e Leila. Essas são para sempre. Casa uma única ao seu jeito.
Claro que muitas outras vieram (e permaneceram, outras simplesmente passaram...) e seria injusto citar nomes mais nomes aqui e esquecer alguém. As citadas anteriormente eu vejo sempre que conseguimos.

Mas voltando as cartas. Certa vez ganhei um livro sobre cartas e escrevi ao autor, o vovô Overlac Menezes, ou para mim "Vovô Over" e acredite ele foi em casa e virou meu "avô adotivo". Inclusive, ando em falta com ele e preciso corrigir isso. :) Quando a saudade aperta, tem que ir atrás para matá-la. ;)

Como coleciono cartões postais, acabei por força da correspondência (veja ai a importância da troca postal para formar uma coleção) a conhecer mais gente, de sexo, idades, raças, cores e credos diferentes um dos outros. E sempre que possível, indo dar um abraço pessoalmente em meu correspondente postal. Já troquei postais com garotinho de 08 anos a senhor de 80. Lindo demais isso. A coleção e o mundo postal nos une. Nisso, o foco os cartões postais.

Existem também o fascinante mundo dos Deco´s, FB´s, Label´s, Sticker´s, Slam´s e afins, que são trocas deliciosas que geralmente acompanham materiais de papelaria.

Enfim, como podem perceber o mundo maravilhoso das cartas estão ai, bem diante de nossos olhos e facinho facinho de alcançar.
Uma terapia deliciosa, um mundo fantástico.
Recomendo a todos a deixarem o preconceito de lado, e sim reviver o delicioso momento de escrever uma carta. É mágico, e passa uma energia incrível.

E eu sempre vou dizer: Sim sim, eu ainda escrevo cartas!


Imagem: CORBIS

9 de abril de 2012

U2 360º... é, o tempo passa.

Há um ano atrás, eu era só coração, só expectativa, pura ansiedade...
Aquela coisa guardada no peito há anos prestes a explodir.
Não existe uma palavra que possa definir tudo que senti antes, durante e depois.
Talvez, veja bem, talvez possa ser entendido com a palavra amor.
Mas só quem vive esse turbilhão de sentimentos e coisas pode entender.
01 ano de U2 360º
Saudade que não tem fim....



7 de abril de 2012

Boa Páscoa

Olá pessoas...

Ando perdida e não consegui ainda voltar a bloggar como gostaria, nem o texto sobre Buenos Aires terminei ainda. Mas estou me organizando. Tantas coisas para pensar...

Mas enfim, hoje é somente para deixar meus desejos sinceros de uma boa Páscoa a todos, e que o sentimento de paz e renovação que essa data traz, invada todos os corações e faça renascer oque existe de melhor dentro de nós.


Beijo grande.

Imagem: CORBIS